SÉRIE: BAÚ DE MEMÓRIAS

| Durante anos vim recebendo cartinhas de amigos. Hoje, decidi contar um pouquinho de cada lembrança que tenho desses momentos preciosos.



Ao começar a encaixotar meus pertences para trazer ao Rio de Janeiro, reencontrei uma porção de cartinhas e bilhetinhos de amigos, que vim guardando por muito tempo. Reli uma por uma, chorei litros, me emocionei relembrando de um tempo bom que nunca mais voltará, assim dizia a música. Essas relíquias me deram a ideia de fazer o que mais gosto: escrever. E por que não escrever sobre esses momentos preciosos?


Há cada postagem vou contar um pouquinho das lembranças que tenho, do contexto que essas memórias me proporcionam. Eu não vou revelar algumas identidades, seria deselegante da minha parte, mas quero explanar neste espaço a felicidade que tenho de ter feito parte da vida dessas pesso