O PARQUE TEMÁTICO ABANDONADO DE “O MÁGICO DE OZ”


Quem passava pela cidade de Beech Mountain, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, durante os anos 1970, poderia tentar a sorte de encontrar o Mágico de Oz, ou pelo menos apreciar o universo criado pelo autor L. Frank Baum no livro publicado em 1900, na qual conta à história da menina Dorothy.


A jornada se tornou popular quando foi adaptada para as telas em 1939, tornando-se um clássico do cinema mundial. O empresário americano Grover Robbins era um apaixonado pelo filme, por isso, quando os planos de construir uma estação de esqui em Beech Mountain não deram certo, não pensou duas vezes e decidiu transformar sua propriedade no local em um parque temático de O Mágico de Oz.


Robbins investiu cerca de US$ 16 milhões no parque, que ficou aberto entre os anos de 1970 e 1980 e atraiu cerca de 400 mil visitantes durante esse período. Infelizmente, o empresário ficou doente e faleceu pouco antes da inauguração do parque e nunca teve e oportunidade de ver seu sonho se concretizar.


Com a morte de Robbins, o entusiasmo com o parque diminuiu. Apesar de transformar vários dos elementos da história de Baum em experiências atrativas, como a oportunidade de os visitantes andarem pela estrada de tijolos amarelos, por exemplo, a administração do local teve dificuldades em manter o local aberto.


O bacana é que uma vez ao amo, admiradores da atração abandonada, organizam o “Autumn at Oz”, que nada mais é a reabertura do parque por algumas horas para reviver a emocionante caminhada de Dorothy.


Será que rola a sugestão do “Fica a dica” aqui? Se alguém for, me leva? rs.




4 visualizações