CHARLIE CHAPLIN: HÁ 127 ANOS NASCIA UM DOS MAIORES GÊNIOS DA HISTÓRIA DO CINEMA MUNDIAL

| O artista foi o gênio mais universal do Cinema


Nascido em 16 de abril de 1889, seduziu simultaneamente as massas e os intelectuais, fez rir e chorar as plateias de todo o mundo e, na linha do humanismo poético, o solitário tragicômico nos estimulou ao desejo das coisas que nunca perecem: a beleza, o sonho, a ternura, o sentimento de liberdade, a esperança.


Charlie Chaplin atuou, dirigiu, escreveu, produziu e financiou seus próprios filmes, sendo fortemente influenciado pelo comediante francês Max Linder, a quem dedicou um de seus filmes. Sua carreira no ramo do entretenimento durou mais de 75 anos, desde suas primeiras atuações quando ainda era criança nos teatros do Reino Unido até sua morte aos 88 anos de idade.


Seu principal e mais famoso personagem foi The Tramp, conhecido como Charlot na Europa e igualmente conhecido como Carlitos ou "O Vagabundo" no Brasil. Consiste em um andarilho pobretão que possui todas as maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro (gentleman), usando um fraque preto esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu-coco, ou cartola, uma bengala de bambu e, sua marca pessoal, um pequeno bigode-de-broxa.


Por sua inigualável contribuição ao desenvolvimento da sétima arte, Chaplin é o mais homenageado cineasta de todos os tempos, sendo ainda em vida condecorado pelos governos britânico (Cavaleiro do Império Britânico) e francês (Légion d 'Honneur), pela Universidade de Oxford (Doutor Honoris Causa) e pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos (Oscar especial pelo conjunto da obra, em 1972).

Apesar dos filmes "falados" tornarem-se o modelo dominante logo após serem introduzidos em 1927, Chaplin resistiu a fazer um filme assim durante toda a década de 1930. Ele considerava o cinema uma arte essencialmente alinhada à expressão por meio de gestos e mímicas.


Extremamente exigente como diretor, mostrava a seus atores exatamente como eles deveriam atuar e filmava dezenas de tomadas até conseguir a cena que ele queria. Ficou conhecido também por sua versatilidade nas artes, sendo que em Luzes da Ribalta, foi diretor, produtor, financiador, roteirista, músico, cinematógrafo, regente de orquestra e ator. Não é pra qualquer um, não é mesmo? rs


Em 1972, Chaplin ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora pelo filme Luzes da Ribalta, de 1952, que também foi um grande sucesso. O filme foi co-estrelado por Claire Bloom e também contou com a participação de Buster Keaton, sendo esta a única vez em que os dois grandes comediantes apareceram juntos. Devido às perseguições políticas contra Chaplin, referente a sua suposta simpatia ao regime comunista, o filme não chegou a ser exibido durante uma única semana em Los Angeles quando foi originalmente lançado.


Chaplin também foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original e Melhor Ator em O Grande Ditador em 1940, e novamente por Melhor Roteiro Original em Monsieur Verdoux em 1948. Durante seus anos ativos como cineasta, Chaplin expressava desprezo pelos Oscars; seu filho descreve que ele provocou a ira da Academia ao deixar seu Oscar de 1929 ao lado da porta, para não deixá-la bater. Isto talvez explique porque Luzes da Cidade e Tempos Modernos, considerados por várias enquetes como dois dos melhores filmes de todos os tempos, nunca foram indicados a um único Oscar.


Os anos passam, os ânimos se acalmam e em 1972, Chaplin voltou à América para receber a homenagem da Academia e o público ovacionou-o calorosamente.


"A Vida é uma peça de teatro que não permite ensaios...

Por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente

cada momento de sua vida... Antes que a cortina se feche

e a peça termine sem aplausos." Charlie Chaplin


5 visualizações

RG Multimídia • 2O2O © Todos os direitos reservados.