CENTRO CULTURAL 25 DE JULHO É PALCO DE DEBATE

| Evento discutiu gestão e práticas culturais


Porto Alegre tem em sua agenda mais um evento voltado à discussão sobre cultura: é o Cultura em Debate, ação que visa explanar sobre temáticas referentes à produção e gestão cultural. Os encontros ocorrem mensalmente no Centro Cultural 25 de Julho de POA e apresentam assuntos como identidade cultural, economia da cultura e difusão pelas mídias de massa.


Em abril, o tema foi “Espaços culturais e identidades: desafios” e contou com os debatedores Letícia de Cássia, especialista em Projetos Sociais, e Susana Fröhlich, integrante do Conselho de Cultura do Rio Grande do Sul. Susana abriu o debate tratando da importância da preservação das identidades locais, citando casos ocorridos na Galeria de Arte da Caixa Econômica Federal no RS, como a elaboração de catálogos de artistas gaúchos. Ressaltou ainda que "a identidade de uma cultura é impar e somente com persistência coletiva poderemos colocá-las ao ápice". Letícia afirmou que a cultura não pode e não deve ficar presa diretamente a economia e a política, pois dessa forma ela tende a atentar contra a pluralidade cultural da sociedade. O público presente pontuou questões ligadas às características da cultura brasileira, desde questões do carnaval em São Luís-MA até às culturas de imigração, como alemães e portugueses no sul do país.


No dia 9 de maio o tema debatido foi: "Gestão cultural e sustentabilidade: uma utopia?". A atividade tratou de questões relacionadas ao consumo cultural e teve a participação do coordenador do Observatório da Cultura de Porto Alegre Àlvaro Santi, e do diretor da unidade de educação a distância (EaD) do Senac/RS Luiz A. Capra Filho. Álvaro contribuiu citando dados importantes sobre a cultura em diversas parte do mundo, destacando pontos sobre a sociedade de consumo e sobre as políticas públicas para a cultura. Capra, ressaltou a importância de considerar o público como elemento fundamental do financiamento dos produtos culturais. Destacou, ainda, que as leis de incentivo à cultura acabaram por fazer os produtores focarem mais na obtenção de verbas com os patrocinadores e esquecerem de atrair o público para consumir os resultados, fazendo os espetáculos sem plateias.


Um tema bastante atual que o público colocou em pauta foi o Vale-Cultura, que será destinado a todos os trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos para garantir meios de acesso e participação nas diversas atividades culturais desenvolvidas no Brasil. Sobre isso Capra pontuou que acredita que a iniciativa do governo brasileiro em criar o benefício, não será suficiente para mantê-la, pois se não for bem estruturado, o cidadão poderá estar contribuindo, mesmo que inconscientemente, com práticas não culturais. "Comprar a pipoca no cinema, adquirir a revista masculina, obter o novo CD da banda mais badalada do momento, são práticas culturais?", rebateu o diretor do EaD do Senac/RS.


Denis Gerson Simões, organizador do Cultura em Debate, contou que as oficinas realizadas, até o momento, tiveram seus objetivos desempenhados com sucesso, pois abordaram temas condizentes a atual realidade brasileira, como a dificuldade do mercado auto-sustentável, além de obter a contribuição dos participantes, com suas dúvidas e opiniões, que geraram a roda de debates. "Fiquei muito satisfeito com a pluralidade de opiniões, pois tivemos presentes no evento pessoas do Maranhão, da Venezuela, da serra gaúcha, de Porto Alegre, todos com visões diferenciadas discutindo um mesmo tema. E ao término, a pausa para o café proporcionou um momento mais intimista entre os participantes e os debatedores" declarou, Denis. Um grande diferencial conquistado foi a disponibilização de um certificado de participação com duas horas de duração ao público presente, que valem como horas complementares nas instituições de ensino.


Durante o evento foram registradas as conversações em vídeo digital, para que possa servir de suporte a futuras pesquisas relacionadas a temática. Também, para que o público em geral possa usufruir da qualidade de ideias e, principalmente, para que a mensagem possa ser propagada e retransmitida à população, como um resultado prático. Os vídeos, filmados em HD, estarão on-line em breve na internet, com seus endereços disponibilizados no site Portal25.com.


O próximo debate está marcado para o dia 13 de junho de 2013, a partir das 19h30, no Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre, com o tema "Cinema, televisão e pensamento cultural". E contará, como de praxe, com nomes de peso especialistas no assunto: o coordenador do curso de Especialização em Televisão Digital da Unisinos Andres Kalikoske, a cineasta e produtora Lisiane Cohen e o produtor e apresentador de televisão Sérgio Reis. O Cultura em Debate é um evento promovido pelo Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre e pela Associação Cultural Gramado.

3 visualizações

RG Multimídia • 2O2O © Todos os direitos reservados.