A DONA DA AUDIÊNCIA NA TV (E NO STREAMING?)

| Opinião

★★★★☆

Dizem que a novela está em desuso. Mas será mesmo que as pessoas deixaram de usá-la como entretenimento? A resposta é exata e enfática: não! Na verdade os streamings, vide Netflix, Amazon, Globoplay, abriram o leque das opções, possibilitando o assinante a assistir diversos produtos na hora em que se quer.


Acontece que acabou aquela espera com data e hora marcada para assistir um capítulo. Mesmo assim, é possível quantificar as interações em tempo real pelo Twitter quando o folhetim está no ar na televisão. E os índices evidenciam que a novela ainda é a queridinha dos brasileiros.


A Dona do Pedaço, que estreou em 20 de maio de 2019, já apresenta bons números de audiência no Ibope, superando a marca das últimas 10 antecessoras, ou seja, desde 2013 com Amor à Vida, também de sua autoria, não se alcançava essa meta. De acordo com informações apuradas pela Kantar Ibope o enredo que conta a trajetória da personagem Maria da Paz (Juliana Paes) resultou 32 pontos de audiência com participação de 47% nos seis primeiros capítulos.


No twitter, a novela ficou entre os assuntos mais comentados nos tópicos do Brasil, sendo elogiada principalmente pela agilidade da história e das cenas no estilo bang-bang, como o embate de Dulce (Fernanda Montenegro) entre a família Matheus. Sua antecessora, O Sétimo Guardião escrita por Aguinaldo Silva, obteve um índice de 29 pontos no mesmo período.


O que falar de Fernanda Montenegro? Quando anunciaram ela no elenco, logo imaginei que ela seria uma versão 2.0 da avó de Clara (O Outro lado do Paraíso). Mas me surpreendi quando a personagem se mostrou uma verdadeira guerrilheira, que perpassa entre o bem e o mau. Importante enfatizar a conduta da personagem neste momento político no Brasil, do qual promove ao cidadão a posse de armas.


Outro ponto a ser falado é que a narrativa tradicional ainda é a preferida do público. A Dona do Pedaço tem diversos clichês que as vezes soam forçados, como casamento desfeito no altar, o amor romântico à primeira vista do qual é proibido, etc. Apesar de eu estar falando da primeira semana da novela, as chamadas já mostraram que os clichês permanecerão sob a conduta de personagens caricatos, como a protagonista sofredora que deu a volta por cima, personagem que despreza a mãe, outro que é um gay dentro do armário, enfatizando as caraterísticas de um roteiro clássico, que certamente se tornará um novelão.


Walcyr traz novamente uma técnica que simboliza toda a trama. Dessa vez o item escolhido foi o bolo. Podemos relembrar outros perfeitamente aplicados, como os chocolates em Chocolate com Pimenta, as rosas em Alma Gêmea e as esmeraldas em O Outro lado do Paraíso.


Será que teremos torta na cara? Confesso que já espero ansiosamente por estas cenas que, apesar de ser repetitivas, sempre tiram nosso riso. Quem aí lembra do Crispim jogando quase todo o elenco de Alma Gêmea no chiqueiro? Ou das inúmeras lambanças na fábrica de bombons na novela Chocolate com Pimenta? São cenas sempre divertidas.


E a trilha sonora? As chamadas iniciadas em meados de abril já mostravam que ela seria forte. Reviver um clássico da banda Raça Negra certamente foi mais um ponto positivo. A escolha das músicas que também passam pelo critério da direção artística (Amora Mautner), promovem uma viagem pelo ritmo popular. Evidências de Chitãozinho e Xororó está aí pra não me desmentir. Sem contar o tema de abertura, que numa regravação especial trouxe novamente Xande de Pilares no consagrado sucesso do grupo Revelação, lançado em 2009. A canção se encaixa perfeitamente na linha narrativa que se promete na novela. O refrão diz:

“Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora. Basta acreditar que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar”

Infelizmente, seguindo os passos da Netflix, o Grupo Globo não comenta sobre os números de acesso ao Globoplay. Mas essa semana surgiu na mídia a informação de que cerca de 100 mil assinantes acompanham a novela “Órfãos do Terra”. A estratégia para esta novela das 18 é diferente, pois é possível assistirmos o próximo capítulo no dia anterior. A do horário das 21 não é possível ainda, isso porque ela é carro chefe do merchandising.


Fato inquestionável é que Walcyr Carrasco carrega consigo o dom da audiência e o dom de contar boas histórias. Algumas de suas tramas como Caras e Bocas, Morde e Assopra e Sete Pecados são pouco lembradas em rodas de conversa. Já Chocolate com Pimenta, Alma Gêmea, Eta Mundo Bom, Amor à Vida, O Outro lado do Paraíso e Verdades Secretas sempre são comentadas como grandes novelas. Agora é esperar para saber qual dos rumos a dona do pedaço seguirá.


Prometo que volto a tocar neste mesmo assunto após a exibição do capítulo 100.

62 visualizações

RG Multimídia • 2O2O © Todos os direitos reservados.